Sedentarismo: livre-se do mal do século


Devido ao avanço da tecnologia e a grandes atribulações do dia a dia, cuidar de nós mesmos virou quase uma utopia. Além da má alimentação causada pela falta de tempo, há também o fator sedentarismo, que faz piorar em grande escala muitos aspectos da nossa vida.

O sedentarismo é definido como a falta, ausência ou diminuição de atividades físicas ou esportivas. Considerada como a doença do século, está associada ao comportamento cotidiano decorrente dos confortos da vida moderna. Ou seja, se a maior parte do seu tempo você passa sentado, deitado ou de uma forma que seu corpo fique sempre relaxado, sem contração muscular, então você leva uma vida sedentária.
O sedentarismo se instala quando você não realiza nenhuma atividade física e faz o mínimo de movimento no seu corpo. Isso está se tornando cada vez mais frequente. A Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC) mostra que o sedentarismo cresce significativamente. Hoje, 70% da população brasileira não pratica exercícios físicos regularmente. Como consequência disso, problemas cardíacos matam mais do que a hipertensão, a obesidade, o colesterol alto, o diabetes e o tabagismo. O sedentarismo, pode ser responsabilizado por 54% do risco de morte por infarto e derrame cerebral.
Pessoas que permanecem mais tempo sentadas têm o dobro de risco de terem diabetes, 90% mais probabilidade de morrer por doenças cardíacas e 50% de chance de falecerem por outra causa.

A inércia reduz a utilização da glicose pelos músculos. Isso aumenta a resistência à insulina, provoca atrofia muscular e redução da utilização de energia pelos músculos. Logo, a energia é realocada para o fígado. Ele aumenta a produção de lipídios, que por sua vez são armazenados na região central do corpo. Tais células adiposas são inflamatórias e inibem a secreção das adiponectinas, hormônio responsável por processos metabólicos como a regulação da glicemia e o catabolismo de ácidos graxos. Esse hormônio tem poder de anular complicações como o diabetes, obesidade, aterosclerose, doenças hepáticas.
Além de tudo isso, o sedentarismo é uma das grandes causas de aumento de peso e que, por sua vez, podem virar obesidade.

Sendo assim, não deixe o sedentarismo tomar conta da sua vida. Mantenha uma vida equilibrada com exercícios e alimentação saudável. Caso não tenha tempo para entrar em uma academia, tente ficar em pé de hora em hora, dando pequenas voltas mesmo dentro do ambiente de trabalho, troque o elevador por escadas, caminhe mais na hora do almoço, estacione o carro alguns quarteirões longe do trabalho ou salte do ônibus um ponto antes, isso tudo ajuda na movimentação do seu corpo e seus músculos.
Invista na saúde de seus funcionários oferecendo o Personal Card Convênio, onde eles poderão ter vantagens em farmácias, óticas, consultas médicas e supermercado e você pode fazer o gerenciamento e o controle em tempo real.

Nenhum comentário